Sorvete, gelato, sorbet… Quais são as diferenças?

Sorvete, gelato, sorbet… Quais são as diferenças?

Os nomes são tão parecidos que muita gente pode até se confundir. Nas proporções e nos ingredientes utilizados, porém, sorvete e sorbet são coisas bem diferentes – sem falar em gelatos, picolés, skimos e paletas! Vamos às características de cada um:

 

SORVETE

Com um mínimo de 3% de gordura e 2,5% de proteínas, é feito com leite e/ou derivados lácteos, açúcar ou outro tipo de adoçante e mais o sabor escolhido – que pode ser obtido utilizando as pastas e pós Friese (para conhecer a linha, clique aqui). Há quem acrescente gemas de ovo ou amido de milho como espessante. A textura leve e cremosa é obtida com a incorporação de ar durante o batimento, em velocidade alta, num maquinário específico para a produção de sorvetes.

 

SORBET

A base, aqui, é a água, combinada a açúcar ou outro tipo de adoçante e mais polpa, suco, pedaços de frutas ou agentes saborizantes, como as pastas e pós da linha Friese. Sem leite ou gordura, fica geralmente mais leve e refrescante do que o sorvete e apresenta uma textura mais granulada. Surgiu como prato destinado a limpar o paladar entre uma etapa e outra dos grandes banquetes e foi popularizado como sobremesa na França do século XVII.

 

GELATO

De origem italiana, costuma ser chamado de “artesanal” e preparado diariamente, em pequenas porções, com ingredientes como creme de leite e manteiga. Por ser batido mais lentamente e ter menos ar incorporado à massa, o gelato fica com a textura mais densa, espatulável – para isso, também é importante a escolha e a proporção entre os ingredientes. Outra característica é a temperatura em que é servido: entre -12 °C e -14 °C, contra -18 °C a -20 °C do sorvete.

 

PICOLÉ

Feito em porção individual, é um bloco solidificado de sorvete no palito. Da forma mais simples, não tem incorporação de ar. Existem variações como a paleta,  um tipo de picolé maior do que o tradicional, geralmente com recheio cremoso, e o skimo, que recebe uma casquinha crocante de chocolate por fora – a Cobertura Líquida de Chocolate Stracciatella da linha Friese é o produto ideal para obter esse efeito.

 

Agora que você já conhece as diferenças, confira as sugestões da Harald para fazer a calda de três produtos:

Calda base tradicional: 1 litro de água filtrada, 205 g de leite em pó integral, 245 g de açúcar, 55 g de dextrose, 65 g de gordura vegetal, 8,4 g de estabilizante. Total: 1,578 litro.

Calda premium – gelato: 1 litro de leite líquido tipo A, 80 g de leite em pó integral, 210 g de açúcar refinado ou cristal, 40 g de glicose em pó, 20 g de dextrose, 130 g de creme de leite 35%, 30 g de manteiga sem sal, 8,3 g de estabilizante. Total: 1,518 litro.

Calda base água – picolé: 1 litro de água filtrada, 259 g de açúcar, 27 g de açúcar invertido, 54 g de glicose em pó, 13,5 g de liga. Total: 1,345 litro.

 

Para qualquer tipo de produto, Friese tem pastas e pós saborizantes, mesclas e cobertura líquida ideais para valorizar sua receita. Lembre-se: na hora de garantir as vendas, Harald é sua parceira de janeiro a dezembro! Entre em contato com a nossa equipe via WhatsApp, telefone ou redes sociais para aprender as fórmulas mais deliciosas do sucesso.

 

Surpreenda-se com o sabor de Friese!

Deixe seu comentário
Siga a gente!
Vídeos em destaque
  • QHkqdHqIMAY
  • a-rU6NHsWgU
  • fP4_mEKhgrw
  • effY6eWyNrg